Um post verdadeiramente longo

Bom dia a todos.

Esperavam uma imagem de uma girafa verdadeiramente grande, não esperavam? Errado! Agora com mais tempo, irei fazer uma espécie de resposta ao post anterior.

De facto, o mundo está perdido, com o mínimo esforço, uma pessoa consegue saber tudo o que quiser sobre outra. Li já há algum tempo, que está provado que através de amigos dos conhecidos da prima de alguém, conseguimos chegar a qualquer outra pessoa. São 6 pessoas que nos separam de quem quer que seja! 6! Conexões… Confesso que sempre admirei. As relações humanas, o seu comportamento… Imaginem estar ligado a toda a gente por um fio tão frágil como… digamos fio dental… mas que no entanto podemos reforçar com outros materiais. O que é que diferencia amizade de ódio, empatia de escárnio, amor de nojo? Para mim, tudo depende do ponto 0. Da forma como começas a tua relação com outra pessoa. Se por um lado começas bem, e reforças o teu “fio conector”, a probabilidade de este se manter por longos anos será certamente superior a outro que cortaste logo no início.

Seguindo esta metáfora da vida, então porque é que cortamos alguns fios logo de início? Qual o propósito de criar inimigos? Para que a corrente de pessoas que nos levam a todos os outros funcione, é necessário termos os “conectores de primeiro grau” que irão expandir a rede. Sem eles, estás sozinho no mundo. E voltando ao início do post, sozinho e com outras pessoas a aproveitarem o teu esquecimento e verem as tuas “fofocas”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s